Sedu vai contratar professores e pedagogos DTs no Espírito Santo

October 11, 2016

Onze mil profissionais serão contratados em 2017. 
As provas serão realizadas nos 12 municípios.

 

 

 

 

 

Secretário Estadual de Educação, Haroldo Rocha
(Foto: Divulgação/Sedu-ES)

 

Onze mil professores e pedagogos em Designação Temporária (DT) serão contratados em 2017 através de processo seletivo, em municípios do Espírito Santo. O anúncia foi feito pela Secretaria de Estado da Educação (Sedu) nesta terça-feira (11).

O processo seletivo será composto por três etapas: inscrição e declaração de títulos, de caráter eliminatório e classificatório; Avaliação de conhecimentos por meio de prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório; Chamada e comprovação de títulos, de caráter eliminatório.

“Esse será um processo seletivo diferente, similar a um concurso público, mesmo sendo um processo simplificado. Os profissionais vão realizar uma prova escrita objetiva e também serão avaliados por títulos, sendo contratados por até 24 meses”, explicou o secretário de Estado da Educação, Haroldo Rocha.

A avaliação de conhecimentos será feita por meio de prova objetiva, com questões de conhecimentos básicos e específicos para o cargo pleiteado. A pontuação mínima deverá ser de 30% para classificação.

As provas serão realizadas nos 12 municípios: Afonso Cláudio, Barra de São Francisco, Cachoeiro de Itapemirim, Cariacica, Colatina, Guaçuí, Linhares, Nova Venécia, São Mateus, Serra, Vila Velha e Vitória.

A instituição responsável pela execução do certame será a Escola de Serviço Público do Estado do Espírito Santo (Esesp), sendo a taxa de inscrição no valor de R$ 35.

 

  • Concurso para contratar 1.000 professores é anunciado no ES

  • Ufes e Ifes contratam professores com salários de até R$ 9 mil

Além das provas, o candidato também terá pontuação por tempo de serviço (pontuação máxima de 15 pontos) e qualificação profissional (pontuação máxima de cinco pontos).

Todos os pré-requisitos serão discriminados no edital, que está previsto para ser publicado no Diário Oficial do Estado no dia 14 de outubro. Vale lembrar que a seleção será para composição de cadastro de reserva e os profissionais serão chamados de acordo com as necessidades da Secretaria.

Além disso, de acordo com o disposto na Lei Complementar 809/2015, os contratos podem ser de até 24 meses e os profissionais passarão por avaliação de desempenho.

Neste novo processo seletivo o candidato realizará uma inscrição única e não haverá reclassificação. Caso o candidato não comprove os pré-requisitos exigidos e os títulos declarados, tanto de experiência acadêmica quanto de experiência profissional, estará eliminado do processo.

As remunerações variam entre R$ 1.982,55 e R$ 3.554,92, para carga horária de 25 horas, de acordo com referência do título exigido como pré-requisito, podendo chegar a R$ 6.256,65, para 44 horas semanais, para os profissionais com Doutorado.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Notícias Em Destaque

O CFEP  faz parceria com Faculdade para oferecer aos associados inscritos no Conselho cursos de pós graduação totalmente EAD, com preços especiais aos...

PÓS GRADUAÇÃO EAD

July 8, 2020

1/6
Please reload

Notícias Recentes
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

ATENDIMENTO EXCLUSIVO

Tel: (11) 4003-4845

Tel: 0800-555-2929

WhatsApp: (11) 99827-0894 

CONTATO

Tel: (11) 3360-5181
contato@cfep.org.br

PARCEIROS DO CFEP